Início » Caiado reforça inclusão social pelo esporte durante final da Taça das Favelas Goiás

Caiado reforça inclusão social pelo esporte durante final da Taça das Favelas Goiás

de Antônio Paulino
762 visitas

O fator de transformação e inclusão social do esporte foi destacado pelo governador Ronaldo Caiado, neste sábado (18/11), no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, durante as finais da Taça das Favelas Goiás, maior campeonato de futebol do mundo entre comunidades. “É uma maneira muito inteligente de despertar o interesse no esporte e acolher famílias mais carentes, nas regiões mais humildes”, enalteceu Caiado, que estava acompanhado do ministro dos Esportes, André Fufuca.

“Estamos criando pessoas qualificadas, sempre na ética, e no compromisso de buscar melhoria na qualidade de vida das famílias”, acrescentou o governador ao frisar que apoia o campeonato, cujo diferencial é a transformação social. Em 2022, o time de Goiás alcançou o vice-campeonato na etapa nacional e foi recebido no Palácio das Esmeraldas. 

Reconhecida no país inteiro e executada nos moldes dos maiores eventos esportivos do país, a Taça das Favelas realizou 15 finais simultâneas em diversos estados brasileiros. Neste ano, cerca de 19 mil jovens participaram das peneiras de seleção em todo o estado e 209 comunidades integraram a disputa. Nos jogos das finais goianas, as comunidades Orlando de Morais e Gentil Meireles, ambas da capital, conquistaram as taças nas categorias masculina e feminina, respectivamente. 

Ampliamos nossas ações na área do esporte e, agora, temos condição de fazer com que Goiás chegue a pódios, seja no futebol, no vôlei, enfim, nas mais variadas modalidades”, acrescentou Caiado ao mencionar ações de valorização de atletas como pagamento da Bolsa Pró-Atleta; ampliação da iniciação esportiva via projeto Construindo Campeões; além da realização de eventos como os Jogos Abertos de Goiás que abrange 18 municípios goianos.

O ministro do Esporte, André Fufuca, endossou que o incentivo público, neste evento e em outras frentes, soma para a inclusão de mais jovens no meio esportivo. “Movimenta mais de 25 mil atletas e é um exemplo para todo Brasil”. A Taça das Favelas Goiás é realizada pela Central Única das Favelas (Cufa Goiás) e teve a primeira edição em 2012, no Rio de Janeiro.

O vice-governador Daniel Vilela frisou a convergência de objetivos e união em torno da população mais vulnerável. “É uma demonstração do envolvimento dos goianos, enfim, do poder público, de todos juntos, porque o futebol promove inclusão, dá oportunidade a muitos talentos que estão nas comunidades”, enfatizou. “A gente valoriza a periferia e mostra que esses lugares não são de carência, e sim de potência. Nas favelas surgem os maiores desportistas do Brasil”, ressaltou o presidente da Cufa Goiás, Breno Cardoso, que reforçou a característica do evento de criar oportunidades.  

*Campeões*

Com placar de 4×1, a comunidade Orlando de Morais, de Goiânia, foi a campeã após vencer o time de Quilombola Boa Nova, de Professor Jamil, na categoria masculina. Pela final feminina, a comunidade Gentil Meireles, também da capital, venceu por 7×1 o time de Monte Azul, de Senador Canedo. Cada campeão levou um cheque de R$ 2 mil. Já cada vice-campeão recebeu R$ 500.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário