Início » Secretaria de Saúde alerta sobre risco de proliferação do Aedes Aegypti durante período chuvoso

Secretaria de Saúde alerta sobre risco de proliferação do Aedes Aegypti durante período chuvoso

de Antônio Paulino
630 visitas

A Secretaria Municipal de Saúde de Catalão, por meio do Departamento de Combate a Vetores (Decove), divulgou o balanço de casos de contaminação causados pelo mosquito Aedes Aegypti no município, em 2023. Dos 644 casos notificados, 592 testaram positivo para dengue, 28 pessoas testaram positivo para chikungunya. Apesar dos números altos, não foi registrado nenhum caso grave entre os pacientes internados por causa da dengue no município. 

Entretanto, com a aproximação do período chuvoso, o Decove faz um alerta à população, tanto para o aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti, quanto para a ameaça de dengue sorotipo 3 (DENV3). “ Com a chegada das chuvas, vamos correr um sério risco da inserção do vírus Tipo 3, que causa a forma mais grave da doença, principalmente se os moradores baixarem a guarda e deixarem de fazer o dever de casa, que é manter o imóvel limpo e sem condições de reprodução do mosquito”, disse Giovani Franco Cunha, gerente Municipal de Endemias   

Ações de enfrentamento

No ano passado, em 570 imóveis do município foram encontrados focos do mosquito. “Para intensificar a prevenção e reforçar o combate ao inseto, vamos fazer o bloqueio com o fumacê costal nos hospitais e unidades de saúde; monitorar locais de risco com visitas técnicas em imóveis que ofereçam potencial de risco para a reprodução de larvas; e promover palestras educativas em escolas, empresas, igrejas, associações e clube de serviço”, informou Giovani Franco.

Prevenção e sintomas

A Prefeitura de Catalão reforça que é fundamental a limpeza dos quintais para evitar água empoçada, que são criadouros do inseto.

Entre os sintomas de alerta da doença, estão: febre, manchas vermelhas pelo corpo, dor abdominal, vômito persistente, acompanhados também de sangramento na gengiva, nariz ou na urina. A orientação da secretaria é que o cidadão procure atendimento médico na unidade de saúde mais próxima ao perceber qualquer sintoma.

Papel do Cidadão

Sobre a sujeira e mato em lotes baldios ou abandonados pelos donos, que neste período chuvoso viram focos do Aedes Aegypti, Giovani lembra que o cidadão pode contribuir com o combate ao mosquito usando o aplicativo Catalão na Palma da Mão. Por meio do aplicativo, a pessoa pode informar, às autoridades, a localização de terrenos que ameaçam a saúde pública. Outro canal de comunicação que está à disposição dos moradores é o Disque-Dengue: (64) 3442-5449.  

Catalão, cidade que sonha e faz!

SECOM – Prefeitura de Catalão

0 comentario
1

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário