Início » Estado reestrutura Rede Hemo e avança na distribuição de sangue

Estado reestrutura Rede Hemo e avança na distribuição de sangue

de Antônio Paulino
426 visitas

O Governo de Goiás dedica atenção especial à produção e distribuição de sangue e hemocomponentes, proporcionando atendimento com melhor qualidade à população goiana. Entre 2020 a 2023, o Estado investiu mais de R$ 17 milhões na reestruturação física da Rede Estadual de Serviços de Hemoterápicos (Rede Hemo) e na renovação do parque tecnológico, com a implementação de metodologias modernas e gestão da qualidade acreditada.

A Rede Hemo em Goiás é composta por nove unidades localizadas em pontos estratégicos do território goiano, de forma regionalizada. Além do Hemocentro Coordenador Estadual de Goiás Professor Nion Albernaz (Hemogo), com sede em Goiânia, a rede é integrada pelos Hemocentros Regionais de Ceres, Jataí, Catalão e de Rio Verde Janielly Regina do Nascimento, além das Unidades de Coleta e Transfusão de Formosa, Quirinópolis, Porangatu e Iporá.

Todas as unidades da Rede Hemo passaram por revitalização e adequações sanitárias. O novo Hemocentro Coordenador passou por uma ampla reforma e ampliação. Com essa reestruturação, inaugurada em junho de 2021, a capacidade de coletas aumentou de 190 para 360 por dia. A área construída foi triplicada, saindo de 1.995 metros quadrados para 5.750 metros quadrados, com projeto de paisagismo e ambientação.

O Hemocentro Regional de Rio Verde Janielly Regina do Nascimento foi reformado, o que permitiu aumento da capacidade de 90 para 120 coletas de sangue por dia. A obra na unidade foi inaugurada em agosto de 2022. O Hemogo de Catalão foi totalmente revitalizado, com a ampliação dos espaços de atendimento no município. A obra teve investimento de R$ 2,9 milhões repassados pelo Governo do Estado, além de recursos assegurados pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) para investimento em mobiliários e equipamentos. Recentemente, o município de Jataí doou uma área pública para construção da nova sede do seu Hemocentro.

*Qualificação*

Os investimentos feitos no Hemogo e o consequente aumento da produção possibilitaram o remanejamento de 1,2 mil bolsas de hemocomponentes para outros hemocentros do país. A solicitação desse remanejamento, feito pela Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, beneficiou a população de Pernambuco e Alagoas.

Em janeiro de 2023 o Hemogo foi qualificado pela Hemobrás para o envio do plasma destinado à produção de procoagulantes (Fator VII e Fator IX) utilizado em pacientes com coagulopatias hereditárias como hemofilia, além da produção de imunoglobulina e albumina humana. Desta forma, o Hemogo está contribuindo para a autossuficiência do Brasil na produção desses medicamentos, assim como a redução de custo com tratamento de resíduos.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário