Início » Goiás atinge maior número de ocupados no mercado de trabalho, aponta IBGE

Goiás atinge maior número de ocupados no mercado de trabalho, aponta IBGE

de Antônio Paulino
556 visitas

Goiás obteve um crescimento expressivo no terceiro trimestre de 2023 e atingiu o maior número de ocupados de toda a série histórica, que foi iniciada em 2012. São 3,789 milhões de pessoas ocupadas no Estado. Os dados, confirmados pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), são da Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

A taxa de desocupação em Goiás foi de 5,9%, a menor desde o último trimestre de 2014. O percentual representa uma redução de 0,3 ponto em comparação ao trimestre anterior, e 0,2 ponto percentual comparado ao mesmo período do ano anterior.

Mais uma vez, Goiás apresentou excelentes resultados na pesquisa do IBGE. Os números mostram que a gestão está seguindo o caminho certo, ao investir em políticas públicas de capacitação, qualificação e direcionamento dos goianos para melhores oportunidades de emprego, que, consequentemente, resultam em aumento de renda”, pontua o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima.

O diretor-executivo do IMB, Erik Figueiredo, celebra os avanços. “Os dados do mercado de trabalho estabelecem mais dois recordes para a economia goiana. Pelo terceiro trimestre consecutivo, Goiás apresenta uma renda média superior à nacional e, mais uma vez, contabiliza o maior número de pessoas ocupadas de toda a série histórica. A economia de Goiás continua mostrando o seu vigor”, destaca Figueiredo.

*Renda*

O rendimento médio efetivo de todos os trabalhos em Goiás atingiu o valor de R$ 2.900,00 e foi o maior de toda a série histórica. Pelo terceiro trimestre consecutivo a renda média goiana, cujo aumento foi de R$ 26,00 em relação ao trimestre anterior, esteve acima da média brasileira.

*Setores*

O destaque de crescimento da população ocupada, em relação ao trimestre anterior, foi puxado pelas atividades de administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, com um crescimento de 25 mil pessoas ocupadas; informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, com um crescimento de 22 mil pessoas; e comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas com aumento de 16 mil pessoas.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário