Início » Quenianos buscam tecnologia goiana para incrementar produção leiteira

Quenianos buscam tecnologia goiana para incrementar produção leiteira

de Antônio Paulino
262 visitas

O Estado de Goiás e o governo do Quênia iniciaram na segunda-feira (04/09) um processo de intercâmbio de conhecimentos e experiências na área de bovinocultura de leite. O governo do país africano enviou um grupo de quatro veterinários para passar cinco dias no estado, aprendendo técnicas avançadas de produção e transferência de embriões e visitando fazendas que são referência em genética leiteira. O Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), oferece apoio institucional e logístico à comitiva queniana durante sua estadia.

No primeiro dia de programação, Daniel Karuiru Mwangi, Doris Cheruto Kemboi, Paul Okoth Juma e Rosellyne Nyawira Wambugo foram recebidos pelo titular da Seapa, Pedro Leonardo Rezende, e pela chefe de Gabinete da pasta, Paula Coelho, em Goiânia. O secretário deu boas-vindas ao grupo e destacou o enorme potencial das relações comerciais e culturais entre o Estado e o país africano. “Esta visita já é fruto da intensificação do nosso trabalho de articulação com as embaixadas. Estamos mostrando o agro goiano para o mundo e os estrangeiros estão reconhecendo a qualidade do trabalho das nossas empresas e produtores”, afirmou.

Em Jataí, para onde se dirigiram em seguida, os profissionais quenianos assistiram aulas teóricas sobre transferência de embriões na empresa Aprimory Vet. O curso foi ministrado pelo médico veterinário Jefferson Eduardo de Resende, da Lageado Embriões, empresa líder de mercado no Brasil. Ainda na região de Jataí, no Sudoeste Goiano, os alunos participam de atividades práticas nesta terça-feira (05/09) relacionadas à transferência de embriões (saiba mais sobre a programação abaixo).

*Aprendizado*

Integrante da delegação queniana em visita a Goiás, a médica veterinária Rosellyne Nyawira agradeceu pela receptividade calorosa dos goianos. “Aprendemos bastante neste primeiro dia e esperamos aprender ainda mais nos próximos”, disse. Os profissionais têm a missão de aprender o máximo possível no menor tempo disponível, e levar este conhecimento de volta ao seu país de origem para ajudar a transformar a realidade da produção leiteira local, melhorando as condições de vida da população.

Secretário de Desenvolvimento Rural de Jataí, Alcione Franco de Moraes Filho disse que a visita dos quenianos “é de suma importância para mostrar o potencial do município ao mundo”. O presidente do Sindicato Rural de Jataí, Evandro Vilela Barros, acrescentou que “Jataí é uma referência internacional em bovinos de corte e leite, assim como o agro goiano em geral.”

Diretor técnico da Aprimory Vet, o médico veterinário Rogério Rabelo, doutor em cirurgia de grandes animais, estava contente por realizar o primeiro curso internacional de transferência de embriões da empresa. “As biotecnologias de reprodução são extremamente importantes e a gente fica muito feliz como empresa brasileira por fazer parte desta parceria”, ressaltou. Instrutor do curso, o médico veterinário Jefferson Eduardo de Resende destacou que o pessoal tem muito interesse. “Acredito que este é o início de uma grande parceria para disseminar genética e conhecimento no Quênia”, afirmou.

*Roteiro*

O roteiro da delegação queniana em Goiás terá sequência na quarta-feira (06/09), com visitas ao Laboratório In Vitro Cerrado, em Goiânia, e à Estância K, em Bela Vista de Goiás. Na quinta-feira (07/09), os profissionais conhecerão a Estância Tamburil, também em Bela Vista de Goiás. Já na sexta-feira (08/09), duas palestras fecharão a visita do grupo ao estado. A primeira delas abordará o trabalho de seleção melhoramento genético desenvolvido pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ). A segunda apresentará o projeto agropecuário da Fazenda Agrogir.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário