Início » Ao menos 18 universidades federais, centros de educação tecnológicas e institutos federais entraram em greve nesta segunda-feira, 15/04

Ao menos 18 universidades federais, centros de educação tecnológicas e institutos federais entraram em greve nesta segunda-feira, 15/04

de Antônio Paulino
1067 visitas

Entre as 67 instituições ligadas ao Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-RN), 41 já estão mobilizadas de alguma forma para aderir à paralisação. Os professores reivindicam reajuste salarial de 22%, a ser dividido em três parcelas iguais de 7,06% — a primeira ainda para este ano e outras para 2025 e 2026.

A Universidade Federal de Catalão (UFCat) ainda não aparece na lista, porém, os servidores técnico-administrativos em Educação – TAES das Instituições Federais de Ensino estão em greve. Trata-se de um instrumento legítimo, aprovado em assembleias por todo o país. Em Goiás, este teve sua aprovação na Universidade Federal de Goiás – UFG, aqui incluindo o Hospital das Clínicas – HC, na Universidade Federal de Jataí – UFJ, na Universidade Federal de Catalão – UFCAT, no Instituto Federal de Goiás – IFG e no Instituto Federal Goiano – IFGoiano. 

Durante o período de greve, os técnicos administrativos atenderão somente as demandas consideradas como serviços essenciais, conforme disposição do art. 10 da Lei n° 7.783/89, e/ou atividades determinadas como imprescindíveis pelo Comando de Greve.

Além da recomposição do salário, os professores pedem a equiparação dos benefícios e auxílios com os servidores do Legislativo e do Judiciário ainda em 2024 e também a revogação de atos normativos criados durante governos anteriores que impactam a carreira dos docentes.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário