Início » “Avanço histórico”, diz Caiado ao encerrar missão oficial à China

“Avanço histórico”, diz Caiado ao encerrar missão oficial à China

de Antônio Paulino
621 visitas

Seis grandes empresas sediadas na China devem trazer investimentos para Goiás nos próximos anos. Este é o saldo da viagem liderada pelo governador Ronaldo Caiado ao país asiático para atração de novos investimentos ao estado. Durante o período de 14 dias, encerrado nesta terça-feira (14/11), uma comitiva goiana esteve em seis cidades, incluindo a capital Pequim, e realizou cerca de 16 visitas e reuniões com representantes do governo chinês, empresários e uma universidade. 

“Tivemos um avanço histórico. A missão foi extremamente produtiva, pois fechamos acordos que vão gerar emprego e renda e garantimos parcerias que vão promover a pesquisa e a inovação em Goiás”, ressaltou Caiado, horas antes de voltar ao Brasil. Um dos principais destaques foi a assinatura do acordo comercial para a instalação e início das operações da multinacional de energia renovável Chint Power no município de Itumbiara. O plano de investimentos será apresentado pelo grupo nos próximos meses. 

Também avançaram as negociações com os grupos CMOC, indústria de mineração e beneficiamento de nióbio e fosfato, que projeta investir R$ 3 bilhões em Goiás, e com a Weichai Group, topo do ranking em produção de motores elétricos, outra com interesse no município de Itumbiara. “Tivemos a oportunidade de avançar na negociação. Elevaremos o patamar tecnológico de Goiás, que será referência na produção de produtos de ponta em nosso estado, com a possibilidade de abastecer a América Latina”, afirmou o governador.

A comitiva

A comitiva formada por secretários de estado, prefeitos, deputados e especialistas, além do próprio governador, conheceu ainda a montada chinesa BYD, responsável pelo modelo de ônibus elétrico que integra os estudos do Governo de Goiás para substituição dos veículos do Eixo Anhanguera. Com a Huawei, foi assinado memorando de entendimento para desenvolver soluções em tecnologia para o serviço público e a possível contratação da wi-fi 6, última tecnologia de internet sem fio, para a rede estadual de ensino.

Por fim, uma das maiores empresas de engenharia e infraestrutura do mundo, a China Railway Limited (CREC), confirmou o envio de uma missão a Goiás no ano de 2024 para avaliar oportunidades no mercado local. A ideia é que o grupo, com capital e conhecimento tecnológico no setor, possa se juntar a empresas brasileiras na construção de ferrovias e exploração de minérios. A empresa já tem atuação na Mina Boa Vista, em Catalão, e em outros estados brasileiros. 

*Educação e social*

Outro destaque da programação foi a participação da primeira-dama e coordenadora do Goiás Social, Gracinha Caiado, em um simpósio sobre políticas públicas sociais, em Xangai. Na ocasião, lideranças dos países que compõem os BRICS (Brasil, Rússia, Índica, China e África do Sul) compartilharam experiências no combate às desigualdades. “Adotamos o conceito de pobreza multidimensional, que não considera apenas escassez de renda, mas também privações de educação, saúde e moradia”, explicou ela, durante palestra aos convidados. 

Gracinha destacou ainda iniciativas como Mães de Goiás, Aluguel Social e Programa de Aquisição de Alimentos, juntamente com ações de educação, segurança pública e atração de empresas, para geração de emprego e renda à população goiana, de forma a possibilitar sua emancipação. Nesta quinta-feira (16/11), governador e primeira-dama retomam a agenda oficial em Goiás, com a inauguração do Natal do Bem da OVG, às 18h30, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia. 

Um acordo inédito foi firmado pelo Governo de Goiás e a Universidade Tsinghua, localizada em Pequim, permite cooperação futura em pesquisas científicas nas áreas de mudanças climáticas e tecnologias inovadoras em energia. Os estudos devem ser conduzidos de forma integrada entre a instituição de ensino asiática, considerada a melhor do país e a 12ª do mundo pelo ranking Times Higher Education, e a Universidade Estadual de Goiás (UEG).

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário