Início » Governo de Goiás apresenta potenciais do Complexo Serra Dourada para investidores, em São Paulo

Governo de Goiás apresenta potenciais do Complexo Serra Dourada para investidores, em São Paulo

de Antônio Paulino
4685 visitas

O governador em exercício, Daniel Vilela, apresentou o projeto de concessão do Complexo Serra Dourada a um grupo de investidores da Bolsa de Valores (B3), na tarde desta segunda-feira (13/05), em São Paulo (SP). “Queremos construir um edital adequado e que seja sustentável economicamente. Esse é um projeto prioritário para o Governo de Goiás, por isso todo o time está empenhado”, destacou Daniel Viela ao detalhar as características e potenciais do Distrito de Esporte e Entretenimento. 

A reunião para sondagem de mercado abriu espaço para a participação de potenciais licitantes, operadores, investidores, fundos, financiadores e outros interessados qualificados, bem como atores do mercado em geral. A contribuição desses agentes é considerada fundamental para aprimorar as particularidades da futura licitação, prevista ainda para esse ano. 

Durante a apresentação, Daniel Vilela destacou a importância estratégica do Complexo Serra Dourada para Goiás e apontou que o Governo do Estado está comprometido em revitalizar e otimizar o complexo, “tornando-o uma nova centralidade para a capital goiana, levando vida e entretenimento 24 horas para o local”. Ainda segundo ele, “os goianos estão ansiosos por essa reformulação, pois o Serra Dourada é um patrimônio da memória do nosso estado”.

A expectativa é que com a apresentação para grupos de investidores, a licitação tenha uma ampla concorrência, atraindo empresas e consórcios interessados em contribuir para o desenvolvimento do complexo. Além de melhorias físicas, espera-se que a concessão impulsione a economia local, gerando empregos e promovendo o turismo esportivo e cultural na região. 

O investidor precisa de segurança jurídica e política. E isso vocês vão encontrar em Goiás”, afirmou o governador em exercício. A fala foi complementada pelo secretário de Administração, Sérvulo Nogueira. “Goiás se preparou para esses investimentos. Tivemos a reorganização fiscal e organização administrativa”.

A próxima etapa é a elaboração do edital de licitação, que vai detalhar as condições, critérios e prazos para a concessão. “Esse é um momento ímpar para o povo goiano. Vamos tornar esse espaço uma referência para todo o Brasil”, avaliou o secretário de Esportes e Lazer, Rudson Rosa Guerra.

*Complexo*

O Estádio Serra Dourada é um patrimônio dos goianos, com capacidade para mais de 38 mil espectadores, já foi palco de grandes eventos esportivos e culturais. “Sua reforma e modernização são essenciais para garantir que continue a receber competições de alto nível e atrações artísticas de renome”, salientou o presidente da Companhia de Investimentos e Parcerias (Goiás Parcerias), Diego Soares, ao destacar que o complexo não será privatizado, apenas concedido pelo prazo de 35 anos.

O diretor técnico da Goiás Parcerias, Heitor Camargo, explicou aos investidores que além do estádio, o complexo Serra Dourada ainda conta com o Ginásio Valério Luiz de Oliveira (Goiânia Arena) e o Parque Poliesportivo, situado nos arredores. “Trata-se de uma infraestrutura única no Brasil, levando em consideração todos os aparelhos situados no complexo e sua localização geográfica”, pontuou.

*Modelo de modernização*

Após análise minuciosa de estudos apresentados no decorrer de 2023, por três consórcios empresariais, o Governo de Goiás definiu, em fevereiro de 2024, a Progen S.A. como detentora da melhor proposta de reestruturação e modernização do Serra Dourada. A empresa tem no currículo a reforma e revitalização do Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP). A perspectiva é de que, após o processo de licitação, o contrato seja assinado até o fim deste ano e as obras se iniciem em 2025. O investimento mínimo previsto é de R$ 270 milhões.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário