INFRAESTRUTURA-NOVO
Início » São Silvestre 2023: quenianos são campeões no feminino e no masculino

São Silvestre 2023: quenianos são campeões no feminino e no masculino

de Antônio Paulino
761 visitas

Só deu Quênia na 98ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, na manhã deste domingo, com transmissão ao vivo da TV Globo e do ge. A queniana Catherine Reline, de apenas 21 anos, foi a bicampeã da prova com 49min54s. Entre os homens, Timothy Kiplagat Ronoh venceu com 44min52s. Tanto no masculino quanto no feminino, o melhor brasileiro ficou em sexto: Johnatas Oliveira, entre os homens, e a angolana naturalizada brasileira Felismina Cavela, que correu a São Silvestre pela primeira vez, entre as mulheres.

– É um orgulho representar o Brasil. É um país que me acolheu muito bem – disse Felismina após a prova.

Feminino

O bicampeonato de Catherine Reline foi conquistado sem disputa, sem adversárias que pudessem ameaçá-la. Vencedora também em 2022, Reline se desgarrou do resto do grupo desde o começo da prova, inicialmente acompanhada da também queniana Sheila Chelangat e da etíope Wude Ayalew. Só inicialmente. Reline correu os últimos quilômetros da prova sozinha, absoluta, sem ver ninguém em seu retrovisor, e garantiu a 18ª vitória de uma atleta do Quênia desde que a prova feminina da São Silvestre começou a ser disputada, em 1975.

Confira os seis primeiros colocados da prova:

  1. Timothy Kiplagat (QUE) – 44min52s
  2. Emmanuel Bor (QUE) – 45min28s
  3. Reuben Longoshiwa (QUE) – 45min44s
  4. Josephat Joshua (TAN) – 45min50s
  5. Hector Flores (BOL) – 46min07s
  6. Johnatas de Oliveira (BRA) – 46min33s
0 comentario
1

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário