Início » Governo de Goiás realiza 180,6 mil cirurgias eletivas em pouco mais de um ano

Governo de Goiás realiza 180,6 mil cirurgias eletivas em pouco mais de um ano

de Antônio Paulino
6991 visitas

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, realizou no período de janeiro do ano passado a março deste ano 180.637 cirurgias eletivas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado. Os dados da SES apontam que ocorreram 165.430 novas solicitações e que em maio último a fila chegou a 74.957, com uma redução de 66,73% na lista de espera. Em julho, a secretaria realizará um novo mutirão de cirurgias eletivas, que irá beneficiar 870 pacientes no estado, com cirurgias gerais, vasculares e ginecológicas de média complexidade. 

No Hospital Estadual de Trindade Walda Ferreira dos Santos (Hetrin) já foram iniciados os procedimentos de preparação dos 330 pacientes que passarão por cirurgias no local. O mutirão também será realizado no Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), no Hospital Estadual de São Luís de Montes Belos Dr. Geraldo Landó (HSLMB) e no Hospital Estadual de Jataí Dr. Serafim de Carvalho (HEJ).

O secretário da Saúde de Goiás, Rasível Santos, considera importante a realização do mutirão para agilizar ainda mais o atendimento à população, já que diariamente surgem novas solicitações. Ele atribui o avanço nas intervenções cirúrgicas no Estado à decisão do governador Ronaldo Caiado de incentivar o empenho de gestores e profissionais de saúde de Goiás na execução do Programa Nacional de Redução de Filas (PNRF). Além disso, contribuiu significativamente para o resultado da estruturação do Sistema Estadual de Regulação de Cirurgias Eletivas (Regnet), pela SES, escolhido pelo Ministério da Saúde (MS) como projeto-piloto para o país. 

*Parceria*

Quando o Programa Nacional de Redução de Filas foi lançado pelo governo federal, em 2023, o Estado de Goiás firmou parceria com os hospitais privados e ampliou o programa para 40 municípios goianos. O Sistema Regnet organizou uma fila unificada com os municípios, registrando o número de pacientes em espera. 

“Por meio do sistema Regnet, a SES-GO avançou no gerenciamento das filas de cirurgias eletivas, permitindo que o processo de regulação dos procedimentos seja realizado digitalmente, em tempo real, no hospital”, enfatiza o secretário Rasível Santos. Ele destaca que o sistema foi elogiado pelo Ministério da Saúde. “O Regnet possibilitou a identificação e definição dos pacientes distribuídos nos 246 municípios goianos, de forma simples e eficiente, por meio do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems)”, ressalta.

Ao todo, o governo federal destinou R$ 20 milhões para a realização dos procedimentos cirúrgicos pelo programa em Goiás. O Governo do Estado concedeu mais R$ 20 milhões, direcionando todo o recurso para a realização das cirurgias nos municípios.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário