Início » Laboratório da Agrodefesa alcança nota máxima em teste nacional

Laboratório da Agrodefesa alcança nota máxima em teste nacional

de Antônio Paulino
507 visitas

O Laboratório Oficial de Análise de Sementes (Laso/Labsem) da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) alcançou nota máxima no Programa de Ensaio de Proficiência em Sementes, promovido pela Rede Metrológica do Rio Grande do Sul, com anuência do Ministério de Agricultura e Pecuária (Mapa). Participante em outras edições, com exceção do período da pandemia (ano de 2020), o Laso/Labsem obteve 100% de aproveitamento em todos os quesitos analisados, reconhecendo a excelência dos serviços prestados pelo laboratório e atestando a qualidade da semente que vai para o campo em Goiás. O resultado é referente a 2023.

O laboratório goiano participou a nível nacional da comparação interlaboratorial das matrizes de soja e feijão, processo extremamente rigoroso para atestar a qualidade e a confiabilidade dos resultados das análises. Em todo o país, 27 laboratórios testaram para matriz de sementes de soja; e nove testaram para matriz de sementes de feijão. “Estamos muito orgulhosos por termos alcançado a nota máxima em nossas análises. Participar desse tipo de programa mostra que estamos no caminho certo em nossa atuação e em oferecer sementes de qualidade”, avalia o presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta Ramos.

Esse resultado para a equipe é o reconhecimento dos esforços empreendidos na obtenção deste conceito. O Governo de Goiás, por meio da Agrodefesa, tem investido muito no laboratório, com aquisição de equipamentos de ponta, capacitação contínua de seus profissionais. Ao se sentirem valorizados e melhor qualificados, o resultado acaba aparecendo em forma da projeção da importância do laboratório”, afirma a gerente e responsável técnica do Laso/Labsem, Anna Carla Luccas.

Os ensaios de proficiência determinam o desempenho individual dos laboratórios para os ensaios propostos; monitoram continuamente o desempenho dos participantes; propiciam subsídio aos laboratórios diante da identificação e solução de problemas analíticos; identificam diferenças laboratoriais; agregam valor ao controle de qualidade e fornecem confiança adicional aos usuários. Nos testes, foram avaliados os seguintes ensaios: análise de pureza; teste de germinação; determinação de outras sementes por número; teste de vigor; teste tetrazólio; peso de mil sementes; verificação de outros cultivares e exames de sementes infestadas.

*Atuação*

O Laboratório de Análises de Sementes (LabSem), um dos cinco laboratórios estaduais oficiais credenciados pelo Mapa, determina a identidade e a qualidade de uma amostra de sementes por meio de métodos, padrões e procedimentos estabelecidos em legislação, com a finalidade de certificação, análise fiscal e prestação de serviços, além de assegurar a identidade e a qualidade do material de multiplicação e reprodução vegetal comercializado no Estado de Goiás. Entre as espécies de sementes analisadas, destacam-se as de soja, arroz, feijão, milho, algodão, forrageiras em geral (pastagem), braquiárias, entre outras. 

Em 2023, por meio de um Termo de Cooperação Técnica, o Labsem prestou serviço de análise de sementes nas amostras coletadas pelo Mapa. Realiza ainda análises para a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Emater, Embrapa, Agência de Defesa de Santa Catarina e atualmente possui uma proposta de cooperação técnica com a Agência de Defesa de Rondônia. “Temos uma capilaridade nacional por sermos um dos laboratórios oficiais credenciados pelo Mapa. Então, nossas análises fiscais contribuem para a fiscalização do comércio de sementes de outros entes da federação”, avalia Anna Carla.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário