Início » Goiás emite 103 mil novas carteiras de identificação nacional

Goiás emite 103 mil novas carteiras de identificação nacional

de Antônio Paulino
613 visitas

O Governo de Goiás já emitiu mais de 103 mil unidades da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN), documento que, gradualmente, vai substituir o número do Registro Geral (RG). Goiás está entre os primeiros estados a adotar o serviço, que segue um padrão nacional. O estado disponibiliza a troca do documento antigo nas unidades do Vapt Vupt ou prefeituras conveniadas com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e a emissão é feita pela Superintendência de Identificação Humana da Polícia Civil.

Com a mudança, o CPF passa a ser o número único de identificação dos cidadãos nos 27 estados brasileiros. As unidades federativas tiveram até o dia 11 de janeiro de 2024 para iniciar a emissão padronizada, mas Goiás antecipou a transição e iniciou o serviço em agosto de 2022 para emissão de primeira via. Desde outubro de 2023, todas as carteiras emitidas no estado já adotam o novo modelo.

“É um grande avanço. Faz com que se tenha uma unificação dos dados e condições de cruzar informações para, além da segurança pública, sabermos se as ações de governo estão surtindo o efeito esperado”, afirmou o governador Ronaldo Caiado, durante solenidade realizada em outubro do ano passado, que marcou a integralização de 100% das emissões de documentos de identificação dentro da nova política nacional.

*Padrão Único*

A identidade antiga segue válida até 2032, portanto, não é preciso correr para trocar imediatamente o documento. O objetivo é fazer uma transição gradual e contínua. A troca é gratuita, assim como as renovações, e pode ser agendada no site do Portal Expresso (www.go.gov.br). O usuário deve escolher a opção Justiça e Segurança e em seguida clicar em “Obter Carteira de Identidade – 1ª via” ou “Obter Carteira de Identidade – 2ª via”, conforme o caso. O serviço é prestado em uma unidade do Vapt Vupt, mediante a apresentação dos documentos listados na plataforma.

A cabeleireira Hiasmin Ribeiro, de 22 anos, perdeu o RG antigo recentemente e aproveitou para emitir um novo documento, agora atualizado e válido nacionalmente, no Vapt Vupt Central do Servidor, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira. “Essa substituição vai trazer mais segurança dos meus dados. Aqui o atendimento foi muito rápido e achei muito importante não cobrar pela emissão”, disse Hiasmin.

Os novos documentos unificam os cadastros administrativos dos órgãos de identificação, fator que vai impedir que uma mesma pessoa tenha mais de um documento com numerações diferentes. Com itens de tecnologia como a inclusão de um QR Code para checagem, a CIN busca prevenir fraudes e possibilita mais verificações de segurança. A versão digital do documento e a validação dos dados do cidadão para a emissão do documento será feita pelo GOV.BR.

*Informações opcionais*

No novo documento de identidade também é possível reunir diversos dados que ficarão disponíveis virtualmente ao serem acessados pelo QR Code. Dentre as informações que podem ser inseridas estão: o tipo sanguíneo; Título de Eleitor; Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS); Carteira Nacional de Habilitação (CNH); entre outras. Para isso, é preciso levar no dia do agendamento os documentos que comprovem as informações inseridas. Dúvidas e mais informações sobre o novo RG podem ser consultadas no Portal Expresso (www.go.gov.br).

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário