Início » Governo de Goiás e PRF integram sistemas de comunicação e inteligência

Governo de Goiás e PRF integram sistemas de comunicação e inteligência

de Antônio Paulino
587 visitas

Com o objetivo de facilitar a comunicação entre as polícias e reforçar a segurança pública, o governador Ronaldo Caiado assinou, na tarde desta terça-feira (05/12), um termo de cooperação técnica entre as forças de segurança estaduais e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Goiás e do Distrito Federal (DF). Com a medida, serão compartilhadas informações sobre ocorrências, suspeitos, dados sobre veículos, sistemas de informática e imagens de câmeras de monitoramento, entre outros itens.

O documento estabelece uma parceria inédita que vai durar cinco anos e foi assinado em solenidade no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, com a presença da cúpula dos órgãos envolvidos. O termo oficializa parceria já existente entre as forças policiais e eleva o nível de compartilhamento mútuo de dados.  Segundo Caiado, a expectativa é que a integração possibilite avanços no combate ao crime, principalmente em rodovias, regiões de divisa e municípios do Entorno do DF.

“Essa integração garante uma capacidade de antecipação em situações críticas, principalmente de assaltos de grandes organizações e transportes de cargas grandes de drogas”, pontuou o governador, que ressaltou preocupação com o avanço do narcotráfico na América Latina. “A determinação de vocês precisa ser elogiada. Se Goiás hoje é um estado modelo, a segurança foi o sustentáculo da nossa gestão, deu condição para melhorarmos as outras áreas”, avaliou Caiado ao se dirigir aos chefes das forças de segurança de Goiás e da PRF.

O superintendente regional da PRF em Goiás, Tiago Queiroz, explicou que  a parceria vai conectar as forças policiais com rapidez, impedindo que o território goiano seja usado como ponto de apoio logístico ao crime organizado, por conta de sua localização estratégica no centro do país. “Na prática, nós vamos permitir que os policiais, de qualquer força, possam abordar criminosos com mais agilidade e assertividade, promovendo segurança pública em todo o estado, principalmente nas divisas com outros estados. Esse é um marco histórico para a segurança pública”, avalia.

O Governo de Goiás está expandindo o sistema de comunicação em rádio, com o objetivo de garantir 100% de cobertura no estado para todas as forças de segurança ao mesmo tempo. O titular da Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO), Renato Brum, explicou que o Governo de Goiás está realizando a conexão de Itumbiara, no extremo Sul do estado, até Porangatu, no Norte, ao longo de mais de 1,2 mil km de rodovias. Além disso, outros 2 mil km de rodovias estaduais e federais serão cobertas, englobando todo Entorno do DF e mais de 150 municípios. 

A integração é uma das principais vertentes do governador Ronaldo Caiado. O resultado está aí, exposto para toda a sociedade”, destaca Brum. “O aporte que o Governo de Goiás está dando na área de infraestrutura de comunicação vai viabilizar essa operação conjunta do sistema entre todas as forças”, conclui o secretário. Na última semana, o Governo de Goiás assinou um acordo semelhante com a PRF, no âmbito da Secretaria da Economia, que estabelece a troca de informações com objetivo de aumentar a eficiência da fiscalização tributária e combate à sonegação fiscal. 

*Atlas de Violência*

O resultado da integração entre as forças de segurança é refletido diretamente nos índices criminais. Goiás foi o terceiro estado que mais reduziu a taxa de homicídios entre 2020 e 2021, com queda de 18%, enquanto a média nacional reduziu 4,8%. Os dados são do Atlas da Violência, divulgado nesta terça-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). “Gostaria que Goiás expandisse essa experiência para o resto do Brasil, para podermos, cada vez mais, mostrar que é possível”, afirmou Caiado.

Quando comparado com 2018, a redução dos homicídios em Goiás é ainda maior, chegando a 35%. O número total de homicídios também registrou diminuição semelhante (16,8%), caindo de 2.177 casos em 2020, para 1.812 em 2021.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário