Início » Projeto Cinturão da Moda impulsiona setor de vestuário em Goiás

Projeto Cinturão da Moda impulsiona setor de vestuário em Goiás

de Antônio Paulino
609 visitas

Impulsionado pelo projeto Cinturão da Moda, promovido pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), o setor de confecção de artigos de vestuário e acessórios (camisetas, calças, bermudas e semelhantes) cresceu 426% no Estado. Os dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são referentes a novembro de 2023, em comparação com o mesmo mês do ano anterior.  

No período, Goiás também atingiu o maior nível de produção industrial da história, com a marca de 114 pontos no índice histórico, superando o recorde anterior de outubro de 2019 (111,7 pontos). “Os resultados refletem o comprometimento e a dedicação do Governo de Goiás com o setor industrial. Nosso empenho está focado no crescimento econômico, e esses números comprovam”, destaca o titular da SIC, Joel de Sant’Anna Braga Filho.

O projeto Cinturão da Moda foi criado no início de 2022 com o intuito de impulsionar a indústria têxtil e de confecção no Estado. Desde então, já confeccionou mais de 70 mil peças de roupa, comercializadas na região da 44; criou centenas de empregos e qualificou mão de obra na capital e em mais de 30 municípios do interior. 

Maria Serenita de Jesus Veiga é costureira há mais de 40 anos e trabalha para a prefeitura de Bela Vista, coordenando o trabalho de diversas costureiras filiadas ao programa. Ela afirma que a iniciativa promoveu capacitação profissional e melhoria na renda dessas mulheres. “Esse projeto, o Cinturão da Moda, do Governo de Goiás, veio para ajudar as nossas costureiras. Porque antes elas tinham a profissão, mas não tinham o trabalho, ou às vezes tinham de procurar fornecedor”, declara. 

Osmilda Aparecida Borges Romero endossa as palavras de Maria Serenita com a própria experiência que adquiriu trabalhando na costura industrial: “Eu realizei um sonho na costura industrial graças ao Cinturão da Moda, e hoje temos o apoio do governo do estado e da prefeitura”, ressalta. Ela confirma ainda a alta impressionante do setor ao longo do último ano. “Em 2023 aumentou muito a procura pela mão de obra de costura industrial. Vários lojistas têm nos procurado para costurar”, conta. 

Além do setor de vestuário, outros dois que impulsionaram o nível da produção industrial em Goiás foram a fabricação de veículos automotores (31%) e os produtos químicos (22%). A indústria alimentícia figurou em 4º lugar (17,8%), impulsionada pela produção recorde do agronegócio. No acumulado do ano – comparativo de janeiro a novembro de 2023 com o mesmo período de 2022 –, Goiás alcançou aumento de 4,9%. Nesta categoria, o Estado ficou posicionado na quarta colocação. Os números também mostram crescimento em Goiás de 16,6% na variação interanual, enquanto que o Brasil avançou apenas 1,3% na comparação com novembro de 2022.

*Brasil*

No cenário nacional, em novembro de 2023, a produção industrial avançou 0,5% frente a outubro, na série com ajuste sazonal, após registrar variações positivas em outubro (0,1%), setembro (0,1%) e agosto de 2023 (0,2%). Na comparação com novembro de 2022, na série sem ajuste sazonal, houve crescimento de 1,3%, quarta taxa positiva consecutiva. O acumulado no ano variou 0,1% e o dos últimos 12 meses, mostrou variação nula, mantendo a estabilidade observada desde maio de 2023.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário