INFRAESTRUTURA-NOVO
Início » Com Ronaldo Caiado em Israel, Daniel Vilela vai ter cerca de uma semana a frente do Executivo goiano

Com Ronaldo Caiado em Israel, Daniel Vilela vai ter cerca de uma semana a frente do Executivo goiano

de Antônio Paulino
696 visitas

Com a viagem do governador Ronaldo Caiado (UB) para Israel na segunda-feira, 18, o vice-governador de Goiás, Daniel Viela (MDB) já assumiu o governo de Goiás interinamente neste sábado, 16, totalizando a sexta vez em que assume o governo desde que começou o seu mandato na vice-governadoria. Seguindo as pegadas do governador, Vilela começa aos poucos a ocupar espaços necessários para sua eleição em 2026.

Aproveitando-se de um timing perfeito, o vice-governador fez um discurso inflamado nesta semana ao representar o governador na cerimônia de formatura de novos policiais militares. Durante sua fala, Daniel Vilela retomou Caiado dizendo que “no estado mais seguro do Brasil, bandido não se cria”, e ainda complementou “eu digo mais: não se cria hoje e não se criará amanhã”.

O governador Ronaldo Caiado tem na Segurança Pública sua principal bandeira e deve a ela, em grande parte, os louros colhidos ao alcançar mais de 80% de aprovação de seu governo em Goiás. Seguindo os passos do atual governador, Daniel Vilela parece seguir naturalmente o caminho que o leva ao Palácio das Esmeraldas já em abril de 2016.

É que Caiado segue articulando para viabilizar sua campanha à Presidência. A reportagem do Jornal Opção tem observado um aumento significativo da presença de Daniel Vilela em eventos nos quais o governador se faz presente. Se os planos de ambos derem certo, Caiado precisará se afastar do cargo no mínimo seis meses antes do pleito, ou seja, em abril de 2026 e ainda que interinamente, Daniel Vilela será o governador de Goiás, no mínimo, até o final daquele ano.

Prefeituras

Enquanto isso, tanto Ronaldo Caiado quanto Daniel Vilela trabalham para formar o maior número de prefeituras possível para seus partido UB e MDB, respectivamente, já nas eleições de 2024. Atualmente, dos 246 munícipios de Goiás, o partido do governador tem 103 prefeitos, enquanto o MDB soma cerca de 35 prefeituras e almeja o número de 50 em 2024. Ambos sabem que uma boa campanha para o governo passa pela formação de bases nas prefeituras.

Fonte: Jornal Opção Online

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário