Início » “Cooperativismo nos ensina a levar desenvolvimento a todos”, diz Caiado durante homenagem na OCB/GO

“Cooperativismo nos ensina a levar desenvolvimento a todos”, diz Caiado durante homenagem na OCB/GO

de Antônio Paulino
509 visitas

A promoção do bem comum proposto pelo cooperativismo foi enaltecido pelo governador Ronaldo Caiado, nesta quinta-feira (26/10), em Goiânia. “O cooperativismo nos ensina a levar desenvolvimento a todos. Sua essência é a do espírito público, do colegiado, é de todos poderem trabalhar dentro de um sentimento de progredir na qualidade de vida da população”, destacou o governador. 

O chefe do Executivo goiano recebeu a Comenda e Diploma do Mérito Cooperativo, durante as comemorações aos 67 anos da Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás (OCB/GO) e de 24 anos do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Goiás (SESCOOP/GO). A homenagem aconteceu na sede da OCB/GO.

Caiado ainda fez questão de enfatizar o vínculo com o segmento que, para ele, ajuda a superar desigualdades no mercado econômico. “Sem ele não teremos como contrapor o cartel, os oligopólios, as concentrações que, muitas vezes, dificultam a vida do cidadão”, defendeu. “A OCB hoje é uma entidade respeitada, com peso político, decisão e influência na economia do nosso país”, reconheceu.

Além de Caiado, foram agraciados com a comenda o senador Vanderlan Cardoso e o presidente do Sistema OCB nacional, Márcio Lopes de Freitas, que em discurso enfatizou a relação de apoio estabelecida com Caiado há pelo menos quatro décadas. “Nunca faltou com o cooperativismo”, ressaltou o presidente. “Posso dizer que vocês têm um grande governador, leal à família cooperativista”, acrescentou.

Vocês três vão ficar para a história do cooperativismo goiano”, afirmou o anfitrião e presidente da OCB/GO, Luis Roberto Pereira, ao salientar que esta é a primeira edição da honraria concedida pela instituição. A entidade foi criada como resposta ao surgimento das primeiras cooperativas em Goiás, ainda na década de 1940. “Nós hoje podemos apresentar uma instituição, um modelo econômico que responde por R$ 30 bilhões de faturamento ou seja 11% o PIB goiano”, detalhou. 

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário