Início » Artesanato goiano terá investimento de R$ 2,4 milhões, em 2024

Artesanato goiano terá investimento de R$ 2,4 milhões, em 2024

de Antônio Paulino
4063 visitas

Reconhecido como importante pilar na valorização da cultura e tradições goianas, o artesanato receberá investimentos no valor de R$ 2,4 milhões do Governo de Goiás, durante 2024. O projeto de difusão e comercialização inclui realização de quatro edições da feira Goiás Feito à Mão; participação em feiras nacionais; divulgação em eventos como o Natal do Bem; e ainda o mapeamento que resgata e apoia artesãos em todas as regiões do estado. 

Indo para a quinta edição, a feira Goiás Feito à Mão terá a primeira ação deste ano no Congresso Nacional, de 7 a 9 de maio, no Salão Negro da Câmara dos Deputados. No formato completo, com exposição e comercialização de artesanato, área de alimentação e espaço kids, serão três edições no Centro Cultural Oscar Niemeyer, nos meses de junho, agosto e novembro. 

Goiás Feito à Mão é um importante espaço que o artesão tem. Antes dessa gestão, tudo era feito por conta própria, era tudo muito mais difícil”, conta Malaquias Belo, artesão reconhecido pelas rabecas que produz, um instrumento semelhante ao violino feito com um tipo de madeira usada pelos antigos caboclos para fabricá-lo. 

*Divulgação nacional*

As feiras nacionais também agregam reconhecimento e valor ao artesanato produzido em Goiás. Com apoio do Governo de Goiás, artesãos e mestres artesãos selecionados em editais vão participar do Salão do Artesanato (maio), em Brasília (DF); da Feira Nacional de Negócios do Artesanato – Fenearte (junho), em Olinda (PE); e da Feira Nacional de Artesanato e Cultura – Fenacce (setembro), em Fortaleza (CE). Uma quarta ação em evento nacional está com calendário a definir. 

Se não fosse o apoio do governo estadual, a gente nunca teria esse acesso a outros mercados. Essas feiras abrem portas para o nosso trabalho. Às vezes, em uma única feira a gente pega encomenda para o ano todo”, destaca Valmir Neves, que produz esculturas em cerâmicas com elementos sacros e também de personagens da cultura goiana, como os mascarados das Cavalhadas e os farricocos do Fogaréu. 

A região do Entorno do DF será prestigiada nesse ano com uma feira de artesanato na cidade de Novo Gama, com data a definir. A exemplo de 2023, o Natal do Bem deste ano terá uma casa do artesanato com exposição de peças para mais de 1 milhão de visitantes que passam pelo evento, multiplicando a procura pelo trabalho dos artesãos goianos numa época em que a população procura opções para presentear familiares e amigos. 

*Cultura e economia*

O projeto de artesanato para 2024 inclui ainda quatro rodadas de mapeamento pelos municípios goianos, um trabalho minucioso que investiga a produção até então anônima ao grande público, resgata esses artesãos e formaliza o trabalho junto ao Sistema de Artesanato Goiano (SAG) e Programa do Artesanato Brasileiro (PAB). Essa é a forma de fazer chegar até a ponta as políticas públicas de apoio ao segmento. 

O estande de Goiás é sempre muito elogiado, porque temos uma diversidade de produtos e de matéria-prima, diferente de outros estados que geralmente caminham em uma única linha de produção”, pontua Valmir.

Responsável pelas políticas públicas para o artesanato dentro da gestão estadual, a Secretaria da Retomada vem trabalhando para ampliar o alcance e consolidar ações que geram renda para os artesãos goianos. “Além da questão socioeconômica do segmento, estamos valorizando a cultura e as tradições do nosso estado, que estão muito bem representadas no artesanato”, ressalta o secretário de estado da Retomada, César Moura.

0 comentario
0

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário